Arquivo do Autor

PageSpeed e otimizações de imagens

Estive precisando dar uma otimizada em um sistema web e me lembrei de algumas boas práticas, como cache, compactar imagens, javascript, etc. Foi quando verifiquei que alguém poderia analisar o projeto para eu, alguém com muio mais experiência e foi quando me deparei com Make the Web Faster.

Make the Web Fester é uma iniciativa da Google para analisar e relatar dicas de otimização para websites. Basta colocar a URL do seu site e aguardar a análise. O sistema fornece uma pontuação entre o e 100 para o site informado, duvido muito que alguém alcance 100 pontos pois além de se ter todas as boas práticas em programação e configuração de servidor atendidas, tem que ter uma boa máquina como servidor (não teste seu site em hora de pico)*. É uma boa fonte de estudo pois em cada dica além de explicar a melhoria, faz referência a boas ferramentas. Através dele encontrei boas ferramentas que podem ser úteis a outras pessoas.

Continue lendo

Anúncios

Os números de 2012

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

600 pessoas chegaram ao topo do Monte Everest em 2012. Este blog tem cerca de 3.100 visualizações em 2012. Se cada pessoa que chegou ao topo do Monte Everest visitasse este blog, levaria 5 anos para ter este tanto de visitação.

Clique aqui para ver o relatório completo

Instalação Jena – NetBeans e Eclipse

Para desenvolver aplicativos para a web semântica é necessário utilizar alguma biblioteca ou framework que possua um conjunto de ferramentas úteis para tal. Claro que não é obrigatório, se você desejar, pode reinventar a roda, mas é muita mais fácil utilizar o que está pronto disponível. Várias ferramentas para se utilizar em desenvolvimento de aplicações semânticas podem ser encontradas neste site da W3C. Existe um sumário categorizando as bibliotecas, frameworks, por linguagem de programação.

Os motivos que me fizeram escrever isso são: registrar em algum lugar a instalação e reunir de forma centralizada um tutorial que foi escrito depois de buscar resposta em vários lugares diferentes. Aqui será mostrada a instalação do Jena, em ambientes de desenvolvimento NetBeans e Eclipse. Já fica de utilidade pública quando se desejar instalar outras bibliotecas.

Vamos ao Tutorial?

Continue lendo

Ontologia para Desenvolvedores

Este texto não tem objetivo de ensinar completamente a desenvolver ontologias, mas repassar conceitos rápidos sobre o assunto (a não ser que exista demanda para tal aqui no blog).

Há algum tempo existe uma demanda no desenvolvimento de sistemas que tem por objetivo a busca semântica de informações. Seja no espaço acadêmico ou profissional. O problema que tem recebido bastante atenção, que eu vejo, é na forma como estruturamos as informações. Nos bancos de dados relacionais a estrutura é rígida no sentido das tabelas estarem relacionadas entre si e as consultas precisam seguir pelas chaves (PK e FK) ou por funções/procedimentos, minerando informações na base. Isso não é um problema, é o formato mais largamente usado de persistência de dados. O problema que vejo está na racionalização ou inferência das informações que estão contidas nessas bases.

Continue lendo

Blog e Profissional na TI

O blog ainda não morreu, juro. Eu e talvez o Valcir Junior enfrentamos, como provavelmente todos os nossos leitores (alô leitor, você mesmo!), a falta de tempo, pois nos dedicamos bastante no nosso lado profissional. Eu aqui no mestrado procurando me especializar em ontologias, e alguns outros componentes de Inteligêcia Artificial (estou estudando 10 horas ao dia, entre aulas, estudos e escrevendo sobre o assunto para a universidade). Em breve vou escrever algumas sessões técnicas aqui que podem ser úteis para quem quer conhecer algum componente de IA (seja para uso acadêmico ou aplicação empresarial).

Uma coisa que sempre me chamou a  atenção são Continue lendo

Gestão de Conhecimento e TI – Ensaio sobre Pessoas e Software

Gestão de conhecimento como já é de consenso, é uma disciplina que agregou estudo de centenas de profissionais através de dezenas de áreas diferentes. Uma área de essência investigatória onde analisamos e compreendemos o fluxo de informações dentro de uma organização, seja qual for, e formalizamos estratégias de catalogação. Após isso podemos reconhecer como utiliza-la da forma mais eficiente e dissemina-la na cultura interna. Isto agiliza o reconhecimento do conhecimento humano e pode tornar-se estratégia competitiva para toda a organização. Até mesmo acelerar o desenvolvimento e avaliação de informações, em meio ao caos, para a tomada de decisão.  Desta forma é uma área que segue desde a tecnologia até a psicologia. Entretanto, percebo que existe uma série de dificuldades da compreensão disto com os desenvolvedores de sistemas Continue lendo

IA, Redes Sociais e afins

Cá estava eu, pensando em muita coisa com relação ao desenvolvimento de software. Tempos atrás, quando me formei (nossa, parecem que fazem anos já, haha) havia desenvolvido um trabalho na área de sistemas inteligentes, ou havia tentado. Me lembrei desse fato ao iniciar a leitura do livro Numerati de Stephen Baker. No mesmo dia ainda havia assistido o filme A Rede Social que conta a história do Facebook, bem, aí já imaginam como um cara maluco poderia ligar todo os pontos desta nova era.

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: